quinta-feira, 22 de junho de 2017

A espera

Bonjour pessoal,

Depois que o visto desenrola, as coisas ficam parada. Pelo menos pra mim, estão bem parada,s pois eu já tinha uma data de embarque prevista.
No momento, estou me desfazendo de roupas e coisas que não vou levar. Mamãe também está me ajudando, já está colocando meus casacos no sol, lavando minhas roupas de inverno e botando tudo no sol.
Estou pensando em levar bagagem extra, mas não sei até que ponto isso compensa. Eu tenho muita coisa, muita mesmo e seria mais dinheiro pra gastar.
Infelizmente, o dólar aumentou e meu poder de compra diminuiu. Fazendo com que eu fique mais preocupada com a situação financeira. Acho que já comentei que eu tinha dinheiro suficiente para me manter 6 meses sem trabalho e alugando um ap simples, mas nas minhas estimativas eu teria uma poupança para emergências, o que talvez não seja o caso agora. Eu também me programei para continuar pagando meu ap. Acho que já comentei aqui que comprei um apartamento e guardei uma grana pra deixar pago 12 meses do financiamento. Enfim, se precisar de grana eu vou ter que usar essa do apartamento.
Porém estou bem confiante que não terei problemas financeiros sérios. Acredito que vá encontrar emprego rápido. Eu já tive um contato com uma headhunter sobre uma vaga, porém quando disse que ainda estava no Brasil, ela me disse que então não poderia participar da seleção. Isso me deu um ânimo, pois quer dizer que meu perfil já está sendo visto no linkedin, e como disse também, estou indo com coração aberto, abraçando todo e qualquer emprego pra ter referências, pra reconstruir minha vida lá!
Também já comprei o seguro de saúde para os 3 primeiros meses. Eu tenho um histórico de ficar doente nas minhas viagens internacionais e nas vezes que morei fora também. Tendo que ficar hospitalizada uma vez. Então por conta dessa "sorte" ou falta da mesma, eu resolvi que seria melhor prevenir do que me ferrar.

O apartamento está um novela :(. O apartamento que vou alugar (kitnet) começa a contar o aluguel à partir do dia 1 de cada mês, e eu chego em Montreal no dia 15/08. A mulher que faz as negociações me pediu para entrar em contato daqui um mês, me deixando um pouco apreensiva mas acho que vai dar tudo certo. Dizem que a rotatividade desse apartamento é bem alta.

Também estou providenciando o pedido de visto de turista pra mamãe e pro meu namorado. Vamos ver o desenrolar.

No mais é só isso. Em uma semana eu acabo meu aviso prévio e fico de "férias" por um tempinho!

Abraços





quarta-feira, 17 de maio de 2017

Providencias finais

Meu passaporte chegou ontem e pra falar a verdade, não foi um sentimento de nada. Tipo, ah tá chegou. Acho que é porque eu sabia que ia chegar e que meu visto já estava emitido. Ele chegar em casa era mera formalidade. 
Agora estou pensando nos ajustes finais. Ainda falta um tempo pro meu embarque então posso fazer tudo com calma.
Vai a lista:
 - Preciso finalizar minha conta no desjardins, pois faltava o passaporte. (escolhi o desjardins pela facilidade de enviar meu dinheiro daqui pra lá) Eu sei que é só um depósito, mas acreditem ou não, não tenho 100 mil reais para enviar, aliás, nem chego perto disso).
 - Preciso resolver o seguro saúde enquanto passo pelo período de carência do RAMQ. Aceito sugestões econômicas.
 - Preciso me decidir se vou alugar um quarto ou um studio indicado pelo Tiago do Diário Imigrante, na verdade, estou esperando ele chegar lá para ele me fazer um vídeo e muitas fotos para me  contar as impressões sobre o studio. Mas esse assunto merece um post que pretendo fazer posteriormente.
 - Preciso muito me desfazer das minhas roupas que não vou levar. Já estou vendendo algumas coisas. Aqui vai minha lojinha, pra quem se interessar: loja da rita

Preciso fazer muita mais coisa, procuração, fechar conta em banco, cancelar cartão, cancelar internet, telefone etc. É muita coisa mesmo, e algumas eu só vou conseguir resolver nos últimos momentos.

E ainda tem o trabalho, que já alertei da minha saída, mas os dias tem sido longos. Aquela sensação de estar aqui querendo estar lá tem me tirado noites de sono e me dado uma canseira sem fim!

Abraços

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Acabou - só falta receber o passaporte!

Acabou pessoal, agora é só receber o passaporte em casa! A minha conta no mycic está informando que minha solicitação foi aprovada e está tudo ok! Ou seja, meu visto foi emitido com sucesso.
É uma sensação de alívio muito grande, uma calmaria para o coração, mas ao mesmo tempo, uma ansiedade para os próximos passos.
Estou planejando um bazar para levantar uma grana e vender tudo que não serve mais ou que não quero levar. Também já preciso me decidir se vou ficar num airbnb ou em algum outro lugar. Estou aguardando um amigo confirmar se um lugar que ele alugou é bacana para me decidir.
Avisei no emprego com bastante antecedência para eles terem tempo de contratar alguém para o meu lugar. Tudo se encaminhando como eu planejei!
Estou muito feliz, de verdade! Estou com os pés aqui mas minha cabeça nessa nova vida!
Foram mais de 3 anos de espera, 3 anos de paciência e sem poder contar pra muita gente. As pessoas que contei já nem acreditavam mais que eu iria, porque a coisa não acontecia!
Agora é verdade, já posso contar pra todos que vou com certeza! com data marcada, visto aprovado.
Nesse momento, estou passeando virtualmente por Montreal, vendo as ruas cheias de arvores, as pessoas, os parques. Relembrando lugares que visitei, vendo lugares que gostaria de conhecer, imaginando como será minha nova rotina nessa cidade que me encantou. E eu só tenho que agradecer a Deus por ter me dado forças apesar de todas as pedras no caminho, por ter me dado uma família maravilhosa, que apesar de ficarem triste com minha partida me apoiam muito e pelo meu namorado, o ser humano mais compreensivo e apoiador que conheço. Sem as pessoas queridas me apoiando, eu não teria chego tão longe. Vejo que não somos nada sozinhos! Espero que nessa nova fase conheça pessoas igualmente maravilhosas e que desenvolva muitas relações saudáveis e de muita amizade e cumplicidade!

Só posso dizer que não poderia haver conquista mais feliz na minha vida! Minha vontade é de chorar, chorar de alegria!

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Finalizando - pedidos de passaportes

Recebi o pedido de passaporte em 19/04/2017 e até agora não mandei. Porque? Eu estou falida graças ao processo, passagem, médico, tudo junto e no mesmo mês!! Tive que tirar dinheiro da poupança, me virar nos 30 e já vinha de um histórico falido,  no mês anterior tive que pagar registro do meu apartamento. Só gasto nessa vida! E de repente meu deu uma preguiça também, aquele email longo com as instruções, a canseira do dia a dia., tirar foto e não sei mais o que. Hoje, estou com tudo pronto pra enviar, acredito que vá conseguir enviar amanhã, mas eu não tenho tanta pressa, tenho data de embarque, que está um pouco longe. Sei lá, só não estou na vibe, estou cansada, meio desanimada por esses dias. Eu estou idealizando essa mudança há 3 anos e quando ela finalmente começa tomar forma eu começo a analisar demais. Eu sei que vou partir, mas dar tchau, me despedir dos velhos hábitos e principalmente das pessoas é uma ideia que tem me assustado muito. Sempre fui uma pessoa destemida, uma jovem destemida e de repente estou com medo. Medo de não ter feito a escolha correta, medo de não conseguir trabalhar, de passar necessidade, resumindo, medo do desconhecido. Sair da zona de conforto é realmente muito difícil,  quando me falavam isso, eu pensava: "Nossa, que frase sem sentido! Como alguém pode gostar da zona de conforto?" Na zona de conforto não há muitos desafios, por vezes estamos apáticos, num piloto automático, o trabalho já não é motivante, a rotina às vezes é massante, mas é conhecida, você sabe o dia de amanhã e o depois de amanhã. Tudo é bem previsível, mas também não podemos encarar a zona de conforto como algo ruim. Muitas pessoas são felizes nela, pessoas que me rodeiam, são muito felizes nas suas zonas de conforto.
Eu nunca vou saber se fiz a escolha certa, porém acredito em segundas chances, acredito em recomeçar. A vida gira e tem que estar em constante movimento. Partirei com o coração aliviado e se um dia resolver voltar, também será com o coração aliviado pois sei que sempre vou ter minha família por aqui pra me acolher.

Sorte pra todos nós que vamos começar a parte mais difícil dessa jornada!


Abraços.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Exames Médicos: DONE

Quarta-feira foi dia de exames médicos. Foi bem tranquilo, nada de especial, só que muito caro!
Bom cheguei ao médico, já assinei uma autorização e a moça pediu pra coletar a urina num potinho.

A consulta foi aquela coisa de praxe, pressão arterial, checa o coração os pulmões, peso e altura. Várias perguntas sobre condição de saúde prévia, internação, uso continuo de remédios etc.

Essa consulta com exame de urina ficou pela bagatela de R$ 400,00 no débito, porém com recibo. Importante para o imposto de renda no próximo ano.

O médico também fornece os pedidos para os demais exames: HIV, Sífilis e Raio X do pulmão. Eu fui fazer tudo no mesmo lugar, no laboratório Fleury. Fui super bem atendida, tudo certo e mais a bagatela de R$ 579,00 e blablabla. O único ponto é que pude colocar no crédito e dividir em 3 vezes.

Hoje, dois dias depois, resolvi me adiantar e pagar a taxa de 490 CAD pra ver se pedem logo meu passaporte e aproveitei e já enviei um e-mail pro consulado informando que já tinha pago.

No fim das contas eu não estou morrendo de pressa, afinal já tenho data marcada. Tenho muitas pendencias pra resolver por aqui, então acredito que o tempo vai passar bem depressa!

Que venha o pedido de passaporte!

Abraços



terça-feira, 28 de março de 2017

1 ano e 13 dias: Exames Médicos

Sinto-me tão aliviada, com um sorriso no rosto que muitos nem imaginam porquê.
Eu finalmente recebi a solicitação de exames médicos! Ontem a tarde, depois de ficar um pouco desapontada que todos estavam recebendo pedidos de passaporte e eu nem os exames tinha sido solicitado.
Enquanto me lamentava, recebi o tão aguardado pedido de exames e fiquei muito aliviada! Se me perguntarem se fiquei feliz, acho que sim, mas a sensação era de um alívio tremendo. Como se algo tivesse sido tirado das minhas costas.
Agora tudo parece que toma forma, a minha ficha caiu sim, muito em breve estarei deixando toda minha vida para trás, tudo que construí nos últimos sete anos,
Acho que nunca estamos preparados para deixar velhos hábitos, mas eu sou um pássaro que voa grande, não consigo viver na zona de conforto. Até consigo, mas chega um momento que ela passa a me incomodar e ai é hora de procurar novos desafios.  Eu já estou sofrendo com as despedidas antes mesmo delas acontecerem. Sou muito apegada as pessoas que me cercam, que me fazem bem e convivo com uma saudades constante, as vezes posso soar um pouco nostálgica, mas não vejo nada de errado com isso. Faz parte da minha pessoa, da minha personalidade! Que essa vida nova só me traga coisas boas, me traga a paz interior, o equilíbrio que tanto procuro.


Boa sorte pra todos nós e que venha o pedido de passaporte mais rápido do que um raio


Rita

terça-feira, 14 de março de 2017

Happy Birthday! 1 ano de federal

Hoje completo um ano de federal e estou muito triste de ter que lembrar que faz um ano que estou esperando um processo que deveria, teoricamente ser curto. 
Eu tinha esperanças de que nessa altura do campeonato já estivesse tudo resolvido e eu já estivesse no Canadá, mas nem tudo é como a gente quer não é mesmo.
Nesses 3 anos de processo, o que mais aprendi é que nem tudo é como a gente planeja. Muita coisa muda, a gente muda. Só essa demora que não muda.
Todo começo de semana eu tenho esperanças que vou receber meu combo e no decorrer da semana essa esperança vai se esvaindo e se renova na segunda. É um teste de paciência, de força mental, viver no limbo é muito difícil. Nesses  três anos deixei de tomar decisões muito importantes para minha vida, deixei de comprar coisas, de me aplicar no trabalho, pois sempre esperava que logo sairia meu visto e de que adiantaria tomar decisões, fazer coisas sendo que em breve iria embora. Esse em breve nunca chega, até agora estou aguardando e esperando. Me sinto cansada, muitas vezes já me questionei se realmente quero deixar tudo que tenho para me aventurar. O processo de imigração é tão complexo e frustrante que faz a gente se questionar inúmeras vezes.
Espero ainda ter forças e esperanças para que eu consiga finalizar esse processo de imigração com sucesso.

Força também para os outros futuros imigrantes que estão enfrentando a mesma situação.


Abraços

Rita